TERAPIA VISUAL

A terapia visual é um tratamento neurofisiológico para casos de disfunções visuais não patológicas. Exerce funções no âmbito da prevenção, diagnóstico, terapêutica, e reabilitação dos distúrbios do movimento ocular, da visão mono e binocular e outras anomalias do sistema visual.

terapia visual é um tratamento não cirúrgico, eficaz para muitos problemas visuais comuns como: a ambliopia (olho preguiçoso), o estrabismo, a visão dupla, problemas de focagem ocular, a insuficiência de convergência e algumas dificuldades de leitura e aprendizagem

Eyesforyou - terapia visual
Óptica Eyesforyou - Santarém
Óptica Eyesforyou - Santarém
Óptica Eyesforyou - Santarém
Óptica Eyesforyou - Santarém
Óptica Eyesforyou - Santarém
Óptica Eyesforyou - Santarém
Óptica Eyesforyou - Santarém
Óptica Eyesforyou - Santarém
Óptica Eyesforyou - Santarém
Óptica Eyesforyou - Santarém
Óptica Eyesforyou - Santarém
Óptica Eyesforyou - Santarém
Óptica Eyesforyou - Santarém
Óptica Eyesforyou - Santarém
Óptica Eyesforyou - Santarém
Óptica Eyesforyou - Santarém
Óptica Eyesforyou - Santarém
Óptica Eyesforyou - Santarém

Muitos pacientes a quem foi dito “é demasiado tarde” ou “terá de aprender a viver com isto” encontraram a solução para os seus problemas com a terapia visual.

O objetivo da terapia visual é automatizar o processo visual, não fortalecer os músculos oculares. Não deve ser equiparado a certos programas de exercícios oculares computorizados de autoajuda frequentemente publicitados na internet.

Como funciona?

A terapia visual é um programa usado para desenvolver, restaurar ou melhorar a função visual e a sua performance. Os procedimentos, realizados sob a supervisão de um optometrista, são individualizados de forma a atender às necessidades específicas de cada paciente. Geralmente envolve uma sessão semanal no consultório, onde o paciente irá aprender como funciona a sua visão e realizará os exercícios mais adequados para a melhorar.

Quem deve recorrer à terapia?

A maioria dos problemas visuais são detectados através dos rastreios realizados na escola, por vezes pelos próprios pais ou até pelo paciente.

Um paciente que apresente disfunções como ambliopia ou olho preguiçoso, estrabismo, miopias progressivas, problemas de aprendizagem e percepção visual, fadiga visual e astenopias deve procurar ajuda de um profissional de saúde visual. Esse tratamento consiste na realização de exercícios visuais realizados com recurso a instrumentos e materiais específicos. Embora seja mais comum a terapia visual em crianças, também existe terapia para adultos, consoante o problema e as limitações que o afetam no dia a dia.